21 fevereiro 2017

Realidade virtual e aumentada na venda de automóveis

||
0 Comentário
|

Realidade Aumentada (RA), Realidade Virtual (RV) e dirigir um automóvel são três coisas bem diferentes. RA e RV pertencem ao mundo digitalizado, enquanto o automóvel é, na sua maneira mais simples, sobre sair do ponto A e chegar ao ponto B no mundo físico. Mas a realidade virtual é uma tendência presente no dia a dia, com receita estimada de US$ 4,6 bilhões em 2017 de acordo com o Statista Virtual Reality Products Revenue Forecast. Ao mesmo tempo, os profissionais de marketing automotivo estão procurando conectar esses mundos diferentes para criar uma jornada do consumidor mais complexa e recompensadora. Como tantas tecnologias disruptivas surgindo diariamente, RV e RA parecem, à primeira vista, uma oportunidade de marketing supervalorizada, que se aplica bem a alguns, mas é completamente irrelevante para outros.

Contudo, várias marcas automotivas já se aproveitam das vantagens de apresentar aos consumidores uma unidade de teste-drive em realidade virtual ou aumentada, tornando possível experimentar quase todos os aspectos da condução de um veículo sem sair do showroom. O test-drive parece ser a maneira mais natural de incorporar a tecnologia virtual no processo de compra. Mas como isso pode ir além do showroom e adentrar mais a experiência do cliente? Um dos aspectos mais difíceis da jornada de compra automotiva é fazer com que os clientes se dirijam a uma concessionária. Pode parecer contra intuitivo, então, oferecer uma experiência de realidade aumentada para os consumidores no conforto de suas próprias casas, sem eles terem nem que abrir a porta.

A JORNADA DE COMPRA

Um estudo da Autotrader constatou que 82% dos compradores de carros atualmente usam a tecnologia digital em algum momento da jornada do consumidor. Portanto, oferecer algo tão simples como um tour virtual pelos veículos de interesse pode lhes dar mais certeza sobre sua decisão. O objetivo das realidades aumentada e virtual no espaço automotivo deve ser, exatamente, o de reafirmar a escolha do consumidor de comprar um veículo. Quanto mais cedo no funil de compra isso for feito, melhor.

Visto que o estudo da Autotrader descobriu que 75% dos consumidores classificam a internet como seu primeiro lugar de pesquisa durante o processo de tomada de decisão, oferecer algo mais próximo ao “mundo real” online é uma jogada inteligente que pode ser benéfica a longo prazo, quando o cliente estiver pronto para se comprometer com a compra. Uma experiência digital imersiva é, naturalmente, o próximo passo a seguir considerando o crescimento do Website Personalization e das campanhas hiper-segmentadas. Mas esses tipos de experiências, como todas as ferramentas de vendas, exigem a capacidade de personalizar e segmentar com base no comportamento do consumidor. Ligar todos esses pontos com scoring e coleta de dados em tempo real pode ajudar os profissionais de marketing automotivo a criarem projetos personalizados de experiências com RA e RV que atinjam os clientes em nível 1:1.

TEM QUE SER CROSS-DEVICE

A atribuição cross-device é uma ferramenta que desempenhará um papel cada vez mais importante neste novo mundo. É o resultado da identificação do ID do dispositivo de um usuário, cookies, endereço IP e mais, em vários dispositivos, combinado com um entendimento claro dos interesses desse usuário (histórico de pesquisa, tempo gasto no site, visualizações de página de um produto e outros dados exclusivos que qualificam esse usuário como um potencial consumidor). Essas ideias combinadas permitem que os profissionais de marketing ofereçam a mensagem mais apropriada para cada consumidor individualmente. Como os consumidores trocam de telefone para tablet para laptop para dispositivo de realidade virtual, será importante rastrear e conectar todas as suas áreas de interesse para criar uma experiência perfeita, adaptada aos seus comportamentos exclusivos.

Imagine-se segurando seu celular e experimentando uma realidade aumentada na qual o carro que você está pesquisando já está em sua garagem, em sua cor favorita, com as camisas de time de futebol que você pesquisou para seus filhos guardadas no porta-malas. O novo mundo das realidades virtual e aumentada não é sobre generalizar baseado em grupos e segmentos. É sobre mensagens personalizadas com base no indivíduo. Como a tendência continua a evoluir, é importante para os profissionais de marketing planejarem cuidadosamente suas campanhas e tirarem o máximo proveito dessa incrível tecnologia.

Publicado originalmente no Webinsider

|

Deixe um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.